Quem trabalha em espaços de coworking acredita que eles sejam mais produtivos

Como Funciona Um Coworking? Essa é a pergunta que, no mundo profissional, provoca burburinho.

como funciona um coworking - Osmose Coworking (imagem: Pinterest)
Residência dos anos 60, adaptada para abrigar o escritório de coworking da Osmose. Projeto: Cassa 100 Arquitetura, SP

Como deverá ser o trabalho compartilhado com trabalhadores de outros setores e empresas? Será que isso é produtivo?

Há mais dúvidas e desconhecimento que certezas. Tanto é assim, que já estão aparecendo mitos em torno do coworking e como ele funciona de verdade.

Este artigo pretende esclarecer o que é real, nos seus aspectos mais comuns.

Continue lendo para saber quais são os 5 mitos e verdades do coworking.

Espaços que dão gosto em trabalhar

Ao entrar num desses espaços, você notará logo que se trata de algo diferente. Talvez nem se pareça com um escritório regular. O cheiro de café, saboroso, no ar, uma atmosfera elétrica, de gente concentrada nos seus projetos.

Alguns em foco profundo nas suas mesas privadas, outros conversando em mesas maiores, debatendo ideias, e talvez nem lhe pareça que trabalham.

Ah, você também verá salas fechadas, ambientes mais reservados. Gente de várias empresas, e profissionais de toda ordem, empresários, freelancers.

No entanto, tudo está por ali, integrando uma coisa só. Pois bem, essa é a cultura do espaço de coworking.

Parece haver algo de especial nesses lugares. Uma coisa que chama à atenção, e você perceberá: as pessoas que trabalham ali, sentem que pertencem a eles, ao seu espaço. Nas nossas visitas, inúmeros clientes nos relataram ter atingido níveis de prosperidade mais altos que em seus espaços tradicionais.

Nas capitais, nos subúrbios e em pequenas cidades, muitos desses profissionais estão trocando seus tradicionais espaços de escritório, pelos novos ambientes colaborativos.

De fato, esses são fatores que despertam a curiosidade em saber como funciona um coworking.


CONTEÚDO RELACIONADO ⇒ Como Atrair Clientes Novos: 5 Dicas Poderosas Para o Seu Coworking!


Cada vez mais o coworking é visto como algo significativo

Mas alguns parecem céticos quanto à mudança, já que esse movimento perturba suas “normas comerciais”, adquiridas de longa data.

Todavia, em certos setores, como os de TI, o coworking sempre foi mais popular. Mas nos últimos cinco anos, o conceito vem se consolidando em várias outras áreas.

O motivo é que essa nova mentalidade operacional está crescendo com a nova geração de empresários, consultores, freelancers e organizações corporativas. Pois esses repensam as despesas gerais dos seus negócios, além do valor do trabalho compartilhado.

Tanto isso é verdade, que estamos vendo um aumento no número de espaços de trabalho colaborativo, projetados para atender verdadeiramente às necessidades das novas demandas corporativas.

Esses espaços, muitos tecnologicamente avançados, primam por sua arquitetura. Eles que incluem tudo, desde café gratuito e instalações de impressão, até serviços completos de concierge (portaria).

E até mesmo centros de atendimento para ajudar empresas de comércio eletrônico.

Há realmente lugar para todos, num espaço de trabalho colaborativo

Aqui é possível destacar dois aspectos significativos:

Em primeiro lugar, trabalhar em meio a pessoas que fazem diferentes tipos de negócio, também pode fortalecer a identidade do próprio trabalho.

Em segundo, o significado também pode vir do trabalho numa cultura em que  a norma é ajudar uns aos outros.

A variedade de trabalhadores propicia que se formem conjuntos de habilidades únicas. Ao mesmo tempo em que estabelece um ambiente de ajuda mútua.

como funciona um coworking - Espaço Nex Coworking, Rio de Janeiro e Curitiba
Espaço de trabalho da Nex Coworking, Rio de Janeiro e Curitiba

5 vantagens do espaço compartilhado

Certamente, existem inúmeras vantagens para você começar a trabalhar num ambiente de coworking. Seus benefícios podem ir desde o aumento nos ganhos, a começar pela própria redução dos custos, até uma melhoria geral da qualidade de vida.

Enquanto algumas estações fornecem amplos e variados espaços, onde até salas para atender ligações de celular são destinadas, outras, mais modestas, oferecem o necessário ao bom rendimento, dentro do conceito de trabalho colaborativo.

A verdade é que, na sua quase totalidade, você encontrará os itens relacionados adiante, com os quais poderá compor sua relação de custo/benefício. E assim, depois de entender como funciona um coworking, tomar a decisão de, pelo menos, fazer seu test drive.

1ª vantagem – economia de gastos

Esqueça contratos de aluguel, taxas de condomínio, contas de água, luz ou mesmo internet. Esqueça também os gastos com móveis, instalações de escritório e até a dor de cabeça de manter seu ambiente limpo e perfumado, para receber seus clientes.

Porque o formato administrativo desse tipo de empreendimento, é justamente oferecer toda a infra estrutura necessária, para que você se preocupe apenas em tocar o seu negócio.

Por fim, escolha o melhor pacote e você só se preocupará com uma conta mensal, por todos esses serviços.

E pagando menos!

2ª vantagem – produtividade

Um ambiente de trabalho diversificado, estimula, por demais, a vontade de estar junto, trabalhando e produzindo melhor. Acredite, é contagiante.

Vários coworkers, os clientes de coworking, nos relataram que o ambiente colaborativo os ajuda a melhorar as relações de trabalho e a auto-confiança.

Mesmo com a presença de outras pessoas, eles também disseram que aumentou o foco sobre seus projetos. Pois ao contrário do que se imagina, várias pessoas ali, pensando positivamente, terminam por estimular até a criatividade.

Isso é ótimo, pois esse jeito de trabalhar acaba por influenciar, decerto, na saúde geral dessas comunidades.

3ª vantagem – possibilidades de ganho

O trunfo dos escritório colaborativos é, certamente, seu networking. Ou seja, a proximidade e a diversidade entre trabalhadores e empresas, num mesmo teto, permite estabelecer redes de contatos. Isso amplia, sobremaneira, as possibilidades de gerar mais negócios.

Por essa razão, empresas e profissionais liberais podem, entre si, realizar trocas de experiências. O ambiente favorece a colaboração e assim, impulsiona o crescimento de todos.

4ª vantagem – atendimento

Este é um outro custo que você poderá esquecer de se preocupar. É comum nas estações de trabalho colaborativo, a partilha dos serviços de secretária, que cuidará da sua correspondência, receberá seus recados e ajudará a manter sua agenda em dia.

Alguns coworkings também dispõem de recepção. Isso, além de aumentar a segurança, melhora o status do seu negócio.

5ª vantagem – escritório virtual

Ok, seu tipo de negócio não depende espaço físico para acontecer. Tudo bem. O implemento do coworking fez surgir, no seu bojo, uma novidade: o escritório virtal.

Essa é uma ótima solução, que possibilita às empresas um endereço comercial. Além disso, outros serviços de suporte, como a secretária partilhada, para receber seus recados e sua correspondência.

Tudo isso por uma única taxa mensal, bastante amigável.

Quer usar, eventualmente, um espaço para você se organizar ou fechar contrato com um cliente? Basta conversar com o administrador e ajustar seu pacote.

como funciona um coworking - Aldeia Coworking, Curitiba, PR (imagem: Pinterest)
Aldeia Coworking, Curitiba, PR

Como funciona um coworking – 5 mitos e verdades

Aqui estão alguns mitos comuns que nós descobrimos sobre o trabalho cooperativo. E resolvemos relacioná-los para que você não desconsidere, inadvertidamente, uma oportunidade que poderia agregar valor a você e à sua empresa.

Pois uma coisa podemos afirmar, as pessoas com as quais conversamos, estão convencidas de que se sentem mais motivadas e têm interações mais positivas, por trabalharem nos chamados espaços de coworking.

Mito nº 1: “Coworking é apenas para startups e empreendedores”

A verdade: Sim, as instalações de trabalho colaborativo são ótimas para startups, porque reduzem seus custos gerais.

Mas as startups não são os principais usuários

Wework, indiscutivelmente a maior organização que opera no espaço de coworkings, afirma que a parcela de seus negócios com crescimento mais rápido, são membros que trabalham para grandes corporações.

Sendo assim, empresas menores, que não querem dedicar recursos para gerenciar suas próprias instalações, também representam um segmento crescente de usuários.

Mito nº 2: “Somente pessoas extrovertidas usam espaços de trabalho conjunto”

A verdade: Cada instalação de coworking é diferente e alguns são projetados para facilitar a socialização mais do que outras. Pelo menos algum nível de espaço comum é esperado.

Porém, certos espaços de trabalho conjunto são projetados para atividades independentes. Enquanto outros oferecem áreas de escritório aberto, há os que fornecem escritórios privados.

Independentemente do setor, os profissionais podem ser atraídos para um ambiente que ofereça autonomia e criatividade mais pessoal para seu trabalho.

De fato, conforme com um estudo de 2015 publicado na Harvard Business Review, esse senso de autonomia e o espaço para expressão pessoal, são algumas das coisas que fazem os profissionais de coworking prosperarem.

Mito nº 3: “Eu não sou um empresário solo, então o trabalho colaborativo não funciona para o meu negócio”

A verdade: É certo que o coworking pode ajudar a combater o isolamento, experimentado por aqueles que trabalham sozinhos. A Harvard Business Review também cita as instalações de coworking como uma maneira de combater a crescente “epidemia de solidão”, atribuída à ascensão da economia gig.

No entanto, o modelo de coworking funciona para organizações de todos os tamanhos. E é flexível o suficiente para trabalhadores independentes. Incluindo pequenas empresas e locais de satélite para grandes corporações.

Em um relatório do setor pela JLL, intitulado Workspace, Reworked: Ride the Wave, of Tech-Driven Change (num português live: Espaço de trabalho reformulado, Trafegue na mudança da onda tecnológica), eles preveem que o espaço flexível será composto por até 30% das carteiras imobiliárias corporativas até 2030.

Mito nº 4: “Minha empresa tem um escritório num coworking, então isso não é relevante para mim”

A verdade: Espaços de coworking também atraem trabalhadores em escritórios mais tradicionais, que acreditam nos benefícios de uma mudança de cenário. Isso pode contribuir para que esses funcionários ingressem na ideia de um espaço de coworking fora de seus escritórios corporativos. Ou que suas empresas adaptem seus escritórios atuais em um ambiente comunitário mais flexível.

Por outro lado, espaços de coworking também podem ajudar empresas que apresentam situações difíceis com o seu pessoal, ou  localização. Como solução, essas aproveitam as estações de trabalho conjunto para promover reuniões de negócios com seus parceiros visitantes.

Assim como, os coworkings também podem fornecer uma boa resposta de espaço de trabalho, para funcionários com trabalhos de curto prazo. Ou para fornecedores que precisam de um local para operar, quando estão distantes de suas cidades.

Mito nº 5: “As pessoas vão até as estações de coworking para compartilhar seu trabalho”

A verdade: A familiaridade que se estabelece entre os profissionais por esse contato próximo, pode levar a sinergias e oportunidades para empreendimentos conjuntos.

Este é, por vezes, o caso em espaços de trabalho conjunto

Mas trabalhar profissionalmente em espaço conjunto, esse nem sempre é o objetivo do coworking. Ao contrário do compartilhamento de trabalho tradicional, os profissionais em um ambiente assim, geralmente operam em projetos diferentes. Ou até mesmo em setores diferentes.

De toda maneira, é comum as pessoas construírem amizades com seus colegas, seja qual for o ambiente profissional. Um ambiente de coworking não é diferente. Os vínculos podem se formar entre profissionais, ainda que trabalhem em outras organizações.

Chegamos ao final. Resta destacar que a co-localização de indivíduos em áreas de especialização profissional diversas, cria um ambiente em que o fluxo de melhores práticas e informações pode ser transferido, sem problemas, por suas diversas linhas de ocupação.

Essa transferência de conhecimento tem o potencial de trazer insights e inovações para os diferentes campos.

A partir de agora, ao ponderar o ambiente mais produtivo e lucrativo para o seu negócio, considere e entenda como funciona um coworking.

Se você é um trabalhador que viaja, um freelancer ou tem um emprego de escritório tradicional, existem benefícios nesse tipo de espaço, que certamente ainda não foram considerados.

O cowoking é mais que um modismo. É uma solução que veio para ficar.


Faça contato

Aí está. Certamente que, com essas informações você já sabe como funciona um coworking.

Esperamos que tudo isso lhe inspire a encontrar outras formas de viver e se relacionar com o mundo, por meio dos espaços colaborativos.

Apostamos que você tem aí, algumas ideias guardadas nas suas anotações. Quer conversar sobre elas?

Então, não se acanhe e diga pra gente!

Clique (ou toque) no botão abaixo.

Estamos do lado de cá, só esperando…

 

como funciona um coworking - botão aperte

Compartilhe isto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *